Português / English

mala voadora

Palha Encantada: Arqueologia de um Espírito Esquecido

No latejar de uma memória ancestral, o performer busca suas referências primeiras no trânsito criativo real/fictício que sugere uma antiga indumentária de trabalho portuguesa. A palha, presente em vários rituais ordinários e numinosos de saberes e fazeres, em culturas diversas, é utilizada como dispositivo de re/descobertas disparadas pelo corpo do artista, que pelos desvios da sobrevivência precisou abandonar a dança como vocação. A memória dos afetos inspira o despertar dos encantados, costurando-se com a referência da veste lusitana, despertando-a daquilo que lhe foi destinada: o trabalho que se esquece da celebração. Na dança esquecida por um espírito, num corpo esquecido da dança a palha voa.

Ficha

criação e performance Paulo Pinto . partilhas poéticas e produção Dori Nigro e Wura Moraes . colaboração sonora Dj Coby . olha externo Sônia Sobral . assistência de produção Herick Augusto e Lucas Reis . imagem de divulgação José Caldeira . apoio Campus Paulo Cunha e Silva,República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes . agradecimentos Thaís Guimarães

Agenda

10 dezembro. 19:00 . mala voadora