Português / English

mala voadora

O Papel do Dinheiro

A mala voadora gosta de imagens, gosta de objetos que veiculam imagens, de coleções desses objetos, e dos processos de classificação que, mais objetivos ou mais sentimentais, são usados para ordenar coleções. Coleções de selos, por exemplo. Também gostamos de deslocar para o teatro esse tipo de material (que o jargão da arte contemporânea inscreve no âmbito do “arquivo”) por ele ser tão ficcional – pelas imagens que contém e pela história das próprias coleções – e, ao mesmo tempo, tão estranho à tradição do teatro.

As imagens são bidimensionais e costumam ter um modo de existir que é permanente; estão ali, paradas. O teatro não. E o teatro pode transformar-se para que sejam essas imagens colecionáveis os seus protagonistas. Foi isso que fizemos em 2005, em philatélie, com uma coleção de selos, e é isso que vamos voltar a fazer agora com notas. Vamos manuseá-las sobre uma mesa, analisá-las, combiná-las de maneiras diferentes e mostrá-las em tempo real e ampliadas para grande formato, desta vez cheias de brilho, num écran led. A história do mundo em pequenos pedaços de papel.

.

Ficha

direção Jorge Andrade . texto Miguel Rocha . com Bruno Soares Nogueira e Tomás Barroso . cenografia e figurinos José Capela . sonoplastia Sérgio Delgado . direção técnica João Fonte .  edição de imagem António MV . produção Miguel Mendes, Sofia Freitas .  comunicação Sofia Freitas . coprodução LU.CA – Teatro Luís de Camões . agradecimentos Pedro Moldão . A mala voadora é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal – Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes.

Agenda

4 a 13 de novembro . LU.CA – Teatro Luís de Camões, Lisboa