Português / English

mala voadora

Desfile Provisório

12, 13 e 14 de abril . Desfile Provisório . Joana Mont'Alverne . mala voadora

DESFILE PROVISÓRIO é um espectáculo de teatro que é um desfile de moda. (Na verdade é um desfile de moda.)

Pensar sobre uma coisa não é teorizá-la. Reformulo o que disse: pensar uma coisa é também teorizá-la mas a teoria não é necessariamente palavras ou não tem de encontrar apenas nelas a única ou principal possibilidade de expressão. Pensar pode ocupar várias formas. Pensar pode ser só uma imagem. (Às vezes podemos ser intuitivos e acreditar que isso é válido.) Pensar - teorizar/conceptualizar - não é necessariamente ser lógico. Ser lógico é uma 
forma de organização, como que matemática, de tal forma que da equação sairá um resultado em que de um lado e de outro temos o mesmo valor ou o mesmo referente. Não somos apenas equacionais. A lógica tem sempre implicado um igual ou, pelo menos, uma consequência lógica que provoca um sentido, que nos faz perceber uma coisa, que nos permite dizer “isto é isto”. (Tudo isto é uma generalização. Não é uma coisa certa nem estanque.)

Há a possibilidade de vermos as ideias e não apenas dizê-las, escrevê-las.

Diria que não pretendo actuar aqui para uma compreensão imediata ou capturada num domínio da lógica equacional de um pensamento, que nos permite tirar uma conclusão clara e dizer “percebi” ou “isto significa isto, precisamente” ou “faz sentido”. Pretendo agir sobre outros canais de percepção e, nessa medida, explicar aqui o espectáculo, por palavras, logicamente, é contra a proposta, ou melhor, é fechar um espaço de interpretação que se 
quer aberto. Qualquer explicação de um projecto induz uma leitura, condiciona, e o que se pretende aqui é esse espaço aberto: a coisa diz a quem vir o que a pessoa vir. Isto não significa que pode ser qualquer coisa (embora possa); significa apenas que não é essencial, que não diz respeito a uma só coisa mas a várias; não diz respeito a um entendimento comum mas a um entendimento individual e íntimo de quem vê as ideias.

Ficha

Criação e concepção plástica: Joana Mont’ Alverne
Construção de figurinos: Delfina Oliveira, Hugo Bonjour, Joana Mont’ Alverne
Colaboração artística e documentação: Emanuel Santos, Mafalda Banquart, Tiago Araújo, Tiago Jácome 
Sonoplastia: Tiago Araújo 
Desenho de luz: Francisco Campos 
Imagem e Comunicação: Mariana Hatherly
Interpretação: Carolina Viana, Emanuel Santos, Inês Pinheiro Torres, Luís Duarte Moreira, Maria Inês Peixoto, Mariana Leite Soares, Orlando Gilberto-Castro 
Produção: Joana Mont’ Alverne 
Agradecimentos: João Carvalho, Raquel S., Filipe Mendes, Nuno Encarnação, M. Guimarães, Rocha & Leitão

 

Projeto vencedor da bolsa de criação atribuída pela mala voadora a participantes do RECURSO 2018.

Os três espetáculos (Sheherazade - A milésima segunda história de XerazadeDesfile Provisório e Haiku) são apresentados numa sessão contínua, com início às 21:00.

Reserva de Bilhetes