O “Galo de Barcelos” é o souvenir mais popular de Portugal, vendido como bibelot, porta-chaves, íman para frigorífico, postal… Em Cantar de Galo, ele ganha vida. Altivo, conta-nos a sua história: salvou da forca um peregrino erradamente acusado de um crime. Mas não está satisfeito, exige explicações e quem surge para o esclarecer é Salazar, o ditador que manteve Portugal no fascismo durante 40 anos. É assim que o galo fica a saber que, afinal, faz parte da ficção nacionalista manipuladora que Salazar inventou. O Galo recupera a sua vocação de justiceiro e vai querer vingar-se do populista Salazar. Cantar de Galo é uma peça escrita para Jorge Andrade pelo escritor norte-americano Robert Schenkkan, vencedor dos Prémios Pulitzer e Tony.

direção Jorge Andrade, com assistência de Pedro Moldão com Jorge Andrade texto Robert Schenkkan tradução Joana Frazão cenário José Capela figurino José Capela, com execução de Miss Suzie caracterização Cidália Espadinha vídeo Um Segundo Filmes sonoplastia Sérgio Delgado luz e direção técnica João Fonte legendagem Hein?! Subtitles equipa de produção Joana Mesquita Alves, Sofia Freitas, Inês Soares Lopes coprodução FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, Teatro Viriato, Theatro Circo agradecimentos Teatro Nacional São João

A mala voadora é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal – Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes.

datasdates

17, 18 e 19 de maio 2024 ‧ mala voadora (Porto - FITEI 47)

24 de maio 2024 ‧ Centro Cultural de Paredes de Coura

28 e 29 de maio 2024 ‧ Teatro Viriato (Viseu)

12 de junho 2024 ‧ Teatro Paulo Quintela (Coimbra)

21 de junho 2024 ‧ Cercal do Alentejo

22 de junho 2024 ‧ Alvalade

23 de junho 2024 ‧ Abela

4 de outubro 2024 ‧ Theatro Circo (Braga)