Português / English

mala voadora

“A mala voadora” é o título de um conto de Andersen (não muito alegre) cujo protagonista acaba condenado a contar histórias para viver. A mala voadora foi fundada por Jorge Andrade e José Capela, responsáveis pela direcção artística da companhia, e apresentou o primeiro espectáculo em Maio de 2003. Desde então, tem vindo a apresentar o seu trabalho em cidades de todo o país, e também na Alemanha, Brasil, Cabo Verde, Escócia, Finlândia, França, Grécia, Inglaterra, Líbano e Polónia. A mala voadora é uma companhia de teatro fascinada com o artifício – a contra-naturalidade que define aquilo que é especificamente humano e que pode atingir a condição daquilo a que, artificiosamente, se chama “arte”.

Não temos convicções definitivas sobre a missão do teatro, ou sobre a nossa missão no teatro, nem trabalhamos no sentido de fixar uma qualquer linguagem reconhecível. São poucas as coisas que não mantemos instáveis: a convicção de que as práticas artísticas não se confundem com qualquer serviço social, de que a “forma” é o lugar privilegiado da política na arte, de que a identidade (designadamente a nossa) é uma coisa que se desvanece quando os seus contornos são definidos, de que preferimos sempre o difícil ao fácil... Acreditamos que o melhor que podemos oferecer em cada espectáculo é uma proposta de relação entre um determinado “tema” e a especulação formal em torno do que pode ser “teatro”.

equipa direcção artística Jorge Andrade e José Capela . direção de produção Joana Costa Santos . produção executiva e comuicação Jonathan da Costa . assessoria gestão/programação Vânia Rodrigues

Jorge Andrade (1973) tem o Curso de Formação de Actores e a Licenciatura Bietápica em Teatro – ramo de actores e encenadores – da Escola Superior de Teatro e Cinema. Tem o curso de encenação de teatro ministrado pela companhia Third Angel (Programa Criatividade e Criação Artística da Gulbenkian) e participou no projecto Mugatxoan (Fundação de Serralves / Arteleku). Fundou a mala voadora com José Capela, com quem partilha a direcção artística da companhia. Além de actor, dirige os espectáculos da companhia desde 2004. Foi distinguido pelo júri do Prémio Maria Madalena de Azeredo Perdigão com uma Menção Honrosa por Os Justos, a sua primeira encenação. Em 2007, foi convidado para encenar um espectáculo para o fórum O Estado do Mundo, no âmbito do programa da comemoração dos 50 anos da Gulbenkian. Foi convidado para encenar um espectáculo escrito para a Companhia Maior por Tim Etchells, artista na cidade de Lisboa em 2014-15. Foi membro do Teatro da Garagem e colaborador dos Artistas Unidos. Para além de Carlos J. Pessoa e Jorge Silva Melo, trabalhou como actor com João Mota, Jorge Listopad, Artur Ramos, Rogério de Carvalho, Álvaro Correia, Miguel Loureiro, Manuel Wiborg e Élvio Camacho, entre outros. Leccionou na ESTC e na Escola Superior de Dança.

José Capela (1969) é arquitecto e doutorou-se com a dissertação Operar conceptualmente na arte. Operar conceptualmente na arquitectura. É docente na Universidade do Minho desde 2000, leccionando actualmente nos cursos de arquitectura e de teatro. Foi um dos comissários da Trienal de Arquitectura de Lisboa 2010. Iniciou-se no teatro no TUP. Fundou a mala voadora com Jorge Andrade, com quem partilha a direcção artística, sendo responsável pela cenografia dos espectáculos. Trabalhou como cenógrafo com Rogério de Carvalho, João Mota, Miguel Loureiro, Álvaro Correia, Marcos Barbosa, Teatro Praga, Mickael Oliveira/Nuno M. Cardoso, Raquel castro e em colaboração com os Third Angel (UK) e com a Association Arsène (FR). Escreve e apresenta comunicações regularmente, sobre arquitectura e sobre teatro. Em 2013, publicou o catálogo de cenografia modos de não fazer nada.

Colaboraram com a mala voadora: A3S, Albano Jerónimo, Alex Kelly, Alexandra Balona, Amaya González Reyes, Ana Brandão, Ana Chaves, Ana Lúcia Palminha, Ana Maria Simões, Ana Teresa Real, Anabela Almeida, André Júlio Teixeira, António Gonçalves, António MV, Bernardo de Almeida, Bruno Canas, Bruno Huca, Bruno Simão, Carla Bolito, Carlos António, Carlos Conceição, Carlos Falcão, Carloto Cotta, Catarina Requeijo, Cátia Mateus, Chris Thorpe, Cláudia Gaiolas, Crista Alfaiate, Custódia Gallego, Daniel Pinheiro, Daniel Worm D’Assumpção, David Cabecinha, David Pereira Bastos, Diana Sá, Diogo Bento, Eduardo Abedala, Emílio Gomes, Eva Nunes, Fernanda Lapa, Fernando Santos (aka Deborah Kristall), Fernando Villas-Boas, Filomena Louro, Flávia Gusmão, Francisca Rodrigues, Francisco Frazão, Henrique Figueiredo, Hugo Bettencourt, Hugo Franco, Inês Lopes, Isabel Novais, Isabel de Castro, Isaque Pinheiro, Itziar Zorita, Jari Marjamäki, Joana Areal, Joana Bárcia, Joana Costa Santos, João d’Almeida, João Lemos, João Mota, João Vicente, João Villas-Boas, John Romão, Jorge Andrade, Jorge Jácome, Jorge Ribeiro, José Álvaro Correia, José Capela, José Carlos Duarte (aka José Júpiter), Kitty Furtado, Magda Bull, Manuel Moreira, Manuel Poças, Manuel Wiborg, Márcia Breia, Marco da Silva Ferreira, Marco Paiva, Marcos Barbosa, Maria Ana Filipe, Marta Furtado, Marta Ramos, Marta Simões, Michel Jacquelin, Miguel Fragata, Miguel Damião, Miguel Loureiro, Miguel Pereira, Miguel Rocha, Mónica Garnel, Nuno Coelho, Nuno Lucas, Nuno Patinho, Odile Darbelley, Patrícia Costa, Paula Diogo, Paulo Monteiro, Paula Nascimento, Pedro Carmo, Pedro Gil, Pedro Martinez, Pedro Vieira de Carvalho, R2, Rachael Walton, Raquel Relvas, Renato Marinho, Ricardo Santos, Rita Seguro, Rodrigo Peixoto, Rogério de Carvalho, Rute Carlos, Rui Lima, Rui Ribeiro, Sara Belo, Sara Duarte, Sérgio Delgado, Sérgio Martins, Silvana Torrinha, Sílvia Filipe, Simão Cayatte, Simon Rummel, Steve Stoer, Susana Paiva, Suzana Vaz, Tânia Alves, Teresa Ferreira, Tiago Barbosa, Tiago Cadete, Tiago Pinhal Costa, Tónan Quito, Valentina Parlato, Vânia Rodrigues, Vera Kalantrupmann, Victor Hugo Pontes, Vítor Oliveira e Wagner Borges.

A mala voadora é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal / Secretário de Estado da Cultura / Direcção-Geral das Artes, e associada d'O Espaço do Tempo e da Associação Zé dos Bois

Agenda

22 junho - 2 julho . espetáculo Beaumarchais da mala voadora + Pedro Amaral . Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

27 + 28 junho . ensaio aberto + espetáculo Showbusiness . mala voadora

1 (22h) + 2 (18h) julho . espetáculo Longo Curso de Rita Morais . mala voadora