Português / English

mala voadora

Romance

Na sequência da peça AR AO VENTO escrita em 2008: Bom, eu suporto sentar-me aqui à vossa frente, mas isso deve-se à minha enorme capacidade de abstracção, Lígia Soares irá experimentar a solo uma nova fórmula de criação teatral: o discurso desta vez não estará previamente gravado para sustentar a ausência de acção e a ficção não estará mais apontada para uma mulher de vestido sentada numa cadeira mas sim projectada numa mulher vestida de “chroma key” que mais uma vez se oferece-se ao público como um intermediário entre a realidade e o seu “efeito especial”: se for verdade que o romance morreu com o cinema, eu não vou sentar-me num sofá, prefiro vestir-me de pradaria para que possas continuar a disparar certeiro acima da linha do horizonte.

Lígia é uma coreógrafa e dramaturga portuguesa. Começando o seu trabalho como actriz na companhia de Teatro Sensurround em 1997 criou desde 2001 mais de 20 peças da sua autoria ou em colaboração. O seu trabalho tem sido apresentado nacional e internacionalmente estando presente em vários programas internacionais de dança contemporânea. Foi artista residente da TanzFabrik-Berlin de 2004 a 2006, em 2008 integra o programa internacional DanceWeb em Viena. Juntamente com a sua irmã Andresa Soares é directora artística da Máquina Agradável (Lisboa) através da qual produz os seus trabalhos. Através do colectivo Demimonde, criado em 2011 tem promovido vários programas nacionais e internacionais de programação e difusão artística “Celebração”, Culturgest 2012, “Demimonde na Galeria da Boavista”, 2013, “Meio-Mundo Estrada Fora”, Lisboa/Porto/Madrid/Paris, 2014.

A MÁQUINA AGRADÁVEL é uma associação cultural (legalmente constituída em 2002) com a direcção artística de Andresa e Lígia Soares que tem desenvolvido um trabalho regular de produção e apresentação de projectos na área das artes do espectáculo e artes visuais. Com uma forte componente de investigação e reflexão teórica, a M.A. incentiva a diversidade dos discursos artísticos aliando formas de expressão de carácter teatral, coreográfico, performativo e audiovisual. A sua actividade tem vindo a questionar as motivações primordiais da criação artística debruçando-se sobre a sua repercussão nos contextos sociais e culturais envolventes e propondo a criação de novos contextos para a actividade artística independente.O trabalho da associação tem sido apresentado em diversos contextos nacionais, como CCB, Teatro Taborda, Galeria ZDB/Negócio, Instituto Franco-Português, Espaço Ginjal, Teatro Viriato, Festival Temps d’Images, Festival Materiais Diversos, Manobras A8, entre outros e internacionalmente em Berlim, Roterdão, Belgrado, Paris e São Paulo. A MÁQUINA AGRADÁVEL pertence à REDE - Associação de Estruturas para a Dança Contemporânea.

Ficha Técnica

concepção, texto e interpretação Lígia Soares . apoio à dramaturgia Miguel Castro Caldas . música Mariana Ricardo . produção Máquina Agradável . apoio mala voadora

 

Agenda

15-17 janeiro 2015 . 21h30 . espectáculo Romance por Máquina Agradável . mala voadora.porto 

reservas e informações: reservas.malavoadora@gmail.com 

preço único: 5euros