Português / English

mala voadora

Queer Porto 2 . V, ou Finalmente a Casa Amarela

Esta peça é uma construção performativa de um lugar a que o meu corpo possa pertencer, através de uma estrutura dramatúrgica semelhante a uma casa. Uma casa cujo centro é o próprio ato de a construir - retrospetivamente e ativamente. Entre estes dois polos surgem imagens, objetos e textos. Materiais que tentam circunscrever a esfra da influência - quem esteve aqui, como e o que deixou. Depois do confronto, o corpo arquiva alguma coisa - uma transparência, um relfex, uma cor. Recriam-se e destroem-se as obras daqueles que já não estão enquanto processo catártico de reconhecimento da progressão do tempo. Uma peça-casa-lugar-copo frágil que se aquece ao calor de uma envolvência material.

Ficha Técnica

projeto Gonçalo C. Ferreira . com sallim, João&Alice, Ágata Pinho, Isadora Monteiro . coprodução e apoio Dinis Machado/BARCO, malavoadora.porto