Português / English

mala voadora

Mechanical Monsters

Mechanical Monsters é a terceira criação de Rui Neto. É um discurso disruptivo a três vozes, a partir do seu próprio universo imagético e autobiográfico. #MM é uma criação “egocêntrica” e existencialista, que expõe a sexualidade, o género, os gostos e pensamentos, os pequenos crimes e frustrações, a consciência política instantânea, como num confessionário mental de pequenos horrores - sem filtros - como um post que se escreve a quente nas redes sociais ‐ impossível de prever, controlar ou apagar - sem retorno.

“Uma paisagem antiga. Monstros pre--‐históricos. Montanhas vulcânicas em erupção. Cavernas de aço e acrílico submersas em cinzas. Máquinas rebentadas a fumegar no horizonte. Chegará o dia em que descobrirão as migalhas da civilização extinta. As cabeças bizarras. Seremos os restos mortais da espécie primitiva.” IN Mechanical Monsters

A escrita autobiográfica surge como ponto de partida criativo, com a urgência e necessidade de comunicar e concretizar, tornando-se a bateria dos universos imagéticos deste projecto. Tal como aconteceu nas criações anteriores – Luto (2012) e Worms (2013) a intimidade da escrita não afasta a necessidade da mesma se concretizar e rever nos paradigmas da contemporaneidade. #MM é um produto do desejo de reflectir acerca dos limites da liberdade individual numa sociedade em crise, atolada em promessas - podre mas brilhante – comum agudo sentimento do vazio do próprio ‘eu’. A natureza é ,a todo o momento, traída pela preponderância da autoconsciência e do aparato tecnológico. Somos seres condenados a ser livres, segundo Sartre. Uma condenação que é também condição humana. Seremos produto da natureza ou da cidade? Seremos mais biologia ou tecnologia? Estaremos presos à condição humana ou escravos daquilo em que a transformámos? Mechanical Monsters porque assume a face monstruosa da humanidade. Somos monstros mecânicos entre a Natureza, onde o mural do FaceBook é o epitáfio pós-moderno. Será a tecnologia o nosso sarcófago? Estaremos nós a construir a nossa eternidade à medida que nos transformamos em Likes, na nossa página de fãs?

Ficha Técnica

texto e criação Rui Neto . interpretação Cristóvão Campos , João Vicente e Susana Blazer . desenho de luz João Rafael Silva . criação sonora Cristóvão Campos . vídeo Henrique Carvalho . cenografia Marisa Fernandes e Rui Neto . cenografia em ferro Rui Miragaia . produção Rui Neto . assistente de produção Ricardo Foz . fotografia Mariana Silva . imagem gráfica Rui Neto

Agenda

mala voadora.porto . 18-24 maio 2015 . residência artística do espectáculo Mechanical Monsters de Rui Neto