Português / English

mala voadora

Kid as King

No meu primeiro trabalho coreográfico, usei o conceito de "trash" como ferramenta recorrente de exploração para a criação de uma paisagem caótica de resíduos pessoais. A urgência em explorar o "trash", ou lixo, como lugar de memória, prende-se com a relação que estabeleço com a mesma: através de objetos concretos, muitos deles que, com o tempo, se transformam em lixo. Ou como o lixo define a biografia, a história individual, o que percorremos através do que adquirimos, utilizámos e consumimos. Neste solo, pretendo recuperar esta ideia e transportá-la para um campo mais abstracto, sendo a produção em massa de lixo também uma herança e um rasto de vida humana. 

Ficha Técnica

criação e interpretação Bruno Senune . paisagem sonora Flávio Rodrigues . figurino  Tânia Carvalho . documentação ​Telma João Santos. fotografia Tiago Aguiart. desenho de luz Zeca Iglésias . coprodução Teatro Municipal do Porto . residência Balleteatro, Circolando, Companhia Instável . agradecimentos André Santos, BACtéria 

duração aprox. 40 mins || M/12

2016