Português / English

mala voadora

HAPPY TOGETHER 3 . Call for Art

A mala voadora lança uma convocatória para a terceira edição de Happy Together. Mais uma vez, esta terceira edição é uma parceria da mala voadora, que prepara para novembro um espetáculo chamado "Amazónia" em torno de questões ecológicas, com o Fórum do Futuro (CMP) que, este ano, tem como tema "Terra Elétrica". Naquilo que parece uma ilustração do que é ser “happy together”, o processo de investigação que a mala voadora tem levado a cabo para "Amazónia" e o tema do Fórum do Futuro convergem num território temático comum.

A edição de 2017 do programa conta novamente com um call for art, visando a escolha de três obras, situadas entre as artes visuais e as artes performativas (incluindo teatro e dança), a instalar e/ou apresentar na mala voadora - e duas conferências inseridas na programação do "Fórum do Futuro": com o artista, tecnólogo e filósofo Koert van Mensvoort e o ativista do Voluntary Human Exctintion Movement, Les Knight.

O call for art ocorre entre os dias 4 de julho e 3 de setembro e pretende dar lugar à seleção de três propostas para intervenções artísticas, cada uma com direito a uma bolsa de execução no valor de 1500 euros. O concurso está aberto a todos os artistas residentes em Portugal.

O júri do concurso é composto por três elementos da mala voadora (Jorge Andrade, José Capela e Vânia Rodrigues), Guilherme Blanc em representação do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto, Daniel Fraga, arquiteto e investigador, e Marcelo Évelin, bailarino e coreógrafo.

REGULAMENTO E FOTOGRAFIAS DISPONÍVEIS AQUI.

+

A edição de 2017 do Fórum do Futuro intitula-se Terra Elétrica e incidirá sobre o modo como as tensões sociais interferem nos equilíbrios planetários e como a ação humana tem impacto na nossa relação com aquilo que vai sendo designado por “natureza”. Os debates focar-se-ão na ecologia, na biologia e nos direitos humanos, relacionando-os também com a tecnologia ou a sexualidade.

Para além do tema genérico do Fórum do Futuro, podem ser consideradas como referência para esta convocatória, tanto a especificidade das ideias propostas pelos dois oradores que convidámos – Koert van Mensvoort e Les Knight –, como o projeto Amazónia da mala voadora.

KOERT VAN MENSVOORT é artista, tecnólogo e filósofo, conhecido sobretudo pelo seu trabalho em torno da next nature – a ideia de que o ambiente tecnológico se tornou de tal forma complexo, omnipresente e autónomo que deve integrar aquilo que entendemos como “natureza”. Preocupa-se, fundamentalmente, com a nossa relação de coevolução com a tecnologia de modo a ser possível conceber um futuro compensador para o planeta e para a humanidade. Entre os seus trabalhos, contam-se o NANO Supermarket (uma exposição itinerante disfarçada de supermercado que apresenta tecnologias de futuro especulativas), o livro Next Nature: Nature changes along with us, o jogo de memória Fake for Real (sobre a relação tensa entre realidade e simulação), ou o livro de cozinha In Vitro Meat (que explora o potencial impacto de carne criada em laboratório na nossa cultura gastronómica). Dirige a Next Nature Network em Amsterdão, e é membro da Eindhoven University of Technology e da Society of Arts at the Dutch Royal Academy of Sciences. Viaja para todo o mundo para falar sobre estes temas. (ver: www.nextnature.net e www.mensvoort.com).

De LES KNIGHT sabemos que é um ativista do Voluntary Human Exctintion Movement, que defende a extinção progressiva e total da humanidade através da paragem da procriação. Os membros do VHEMT defendem que esta opção consciente por não nos reproduzirmos mais é a única forma de repor a ecologia terrestre. Não são, segundo os próprios, um bando de misantropos antissociais, ou malthusianosdesajustados, nem são propriamente pessimistas... nem particularmente moralistas. Não discorrem sobre como a raça humana mostrou ser um parasita ganancioso e amoral sobre uma outrora saudável face deste planeta. Pelo contrário, confrontam-nos com a sua convicção, paradoxal seguramente, de que a extinção humana voluntária é a alternativa humanitária aos desastres humanos.

Na mala voadora, o plano é ir para a AMAZÓNIA gravar uma telenovela ecológica. O planeta precisa, as pessoas interessam-se, é ético, é urgente, vai ter audiências. Algumas ideias verdes: projetar as falas dos atores para poupar papel, repetir textos de outras novelas para poupar argumentos, usar repetidamente as mesmas ideias para não desperdiçar, promover o plágio, volta a falar latim, emitir sons simples em vez de palavras, prescindir dos figurinos e andar nu. A telenovela poderá chamar-se O nosso amor é verde.


HAPPY TOGETHER é um programa da mala voadora que relaciona produção artística e produção de discurso crítico. A expressão “happy together”, retirada do filme de Wong Kar-Wai, pode ser lida como uma definição de política no seu sentido original: um conjunto de princípios e de práticas que visam um determinado tipo de organização social, que se julga melhor do que outros – que se julga mais próximo de nos permitir viver felizes juntos.

HAPPY TOGETHER associa a participação da mala voadora na programação do Fórum do Futuro (na edição de 2015 convidámos Santiago Cirugeda, em 2016 trouxemos Samuel Fosso e Teddy Goitom) a um call for art para a produção de obras, entre as artes visuais e as artes performativas, a instalar ou apresentar na mala voadora, na Rua do Almada.

 

Prazo de submissão de propostas de 4 de Julho a 3 de Setembro de 2017 (16h00)

Anúncio das 3 propostas seleccionadas até 9 de setembro de 2017

Reunião Preparatória com os vencedores (no Porto) 12 de Setembro de 2017 (a confirmar)

Visitas ao espaço para preparação das intervenções a partir de 18 de Setembro (a confirmar)

Montagens a partir de 23 de Outubro

Inauguração e apresentações durante o Fórum do Futuro (5 a 11 de Novembro)

Duração  a definir*

Desmontagem a definir*

*A duração da exposição e/ou o número de apresentações, bem como a respetiva desmontagem serão estudados uma vez conhecidas as propostas vencedoras, em função da disponibilidade e viabilidade das mesmas. Os candidatos deverão garantir a sua disponibilidade para a reunião preparatória no Porto, para os trabalhos de montagem/preparação, bem como a presença durante os dias de realização do Festival Fórum do Futuro.