Português / English

mala voadora

chinoiserie

Chinoiserie, sobre as identidades culturais, foi concebido a partir de uma colecção de cerca de 2000 bibelots. Tal como as peculiares imagens do Oriente oferecidas pela chinoiserie, os bibelots são imaginativos. O seu interesse está, tanto na possibilidade de serem fiéis àquilo que representam, como na sua capacidade de originar representação. No espectáculo desenvolve-se como um duelo entre dois planos: a apresentação dos bibelots num vídeo de grande formato (organizados em diferentes séries) e um espaço de representação com dois actores. No final, depois de uma incursão pelo plano do vídeo, onde cantam músicas pop que se referem ao Oriente (I Like ChineseLittle China GirlBig in Japan, etc.), os actores acabam a descrever detalhadamente centenas de bibelots.

Ficha Técnica

direcção Jorge Andrade . texto Miguel Rocha . com Anabela Almeida e Bruno Huca . vídeo Rui Ribeiro com a colaboração de Ricardo Sequeira e Sérgio Aragão . luz José Álvaro Correia . música Rui Lima e Sérgio Martins . fotografia de cena José Carlos Duarte . produção Magda Bull . co-produção Maria Matos Teatro Municipal, O Espaço do Tempo, Citemor . apoios Comuna Teatro de Pesquisa, Teatro da Garagem